Empoderamento da Menina Negra

Não derrame o leite! – Christopher Corr e Stephen Davies

(5 avaliações de clientes)

R$42,00

O livro de Outubro/2021 que será enviado para as crianças de 4 a 6 anos aqui no clube é: Não derrame o leite, escrito por Christopher Corr e Stephen Davies e publicado pela editora Pequena Zahar.

Esta é uma história que desperta nas crianças valores como autonomia, senso de responsabilidade e a importância de se fazer algo com amor.

O livro traz o conceito da independência e responsabilidade com as tarefas a serem executadas. Um pouco da história: Caminhando pelas dunas africanas, atravessando o rio escuro e largo, e subindo a montanha muito, muito alta, Penda leva uma tigela de leite para o pai nas pastagens.

Ela conseguirá chegar até lá sem derramar uma única gota?

Junto com o livro Não derrame o leite! enviamos também uma carta com orientações escrita por nossa curadora, a psicóloga feminista Lavínia Palma (@psicologalavinia).

Conteúdo:

-Livro: Não derrame o leite – Christopher Corr & Stephen Davies

-Carta aos adultos escrita pela curadoria do clube Minha Pequena Feminista com reflexões sobre o livro para discutir com as crianças

-Idade Recomendada: De 4 a 7 anos

-Editora: Pequena Zahar

Em estoque

$ s comentários para$ s

  1. GISELLE DE OLIVEIRA BRITO

    Que livro espetacular. Ele é lindo de ver e de ler. Não derrame o leite conta a história de todo o esforço de uma garota para cumprir uma missão que parece simples, mas que encontra todas as dificuldades da vida para ser cumprida. O final é surpreendente e deixa uma lição de amor e respeito maravilhosa. Me fez ficar emocionada com a relação familiar tão linda que mostra com tanta delicadeza. Traz especialmente pro adulto uma lição de como devemos repensar nossas reações ao resultado das tarefas que damos às crianças, dando certo ou errado. Eu como mãe leitora mudei e serviu de reflexão com meu companheiro sobre como tratar nossa pequena em seus esforços diários. Tenho certeza que vai mudar sua família também.

  2. Érica Fernandes Coelho

    Somos apaixonadas por esse livro! Ele é lindo, com uma história bem escrita e uma belíssima e colorida ilustração. O livro é muito sensível! O autor é incrível ao mostrar o amor no esforço da menina Penda em querer levar intacto o leite para seu querido papai, na persistência e no foco de cumprir sua missão (independente de todos os obstáculos e dos acontecimentos interessantes à sua volta) , mas principalmente na forma como o pai lida com a situação final e sabe acolher a dor da frustração da filha mostrando a ela que sua dedicação para com ele não foi em vão. Fiquei emocionada com a história e reflexiva sobre como o amor está nos pequenos gestos. É preciso valorizar cada pequeno esforço das nossas crianças e mostrar a eles o quanto recebemos esse amor que eles tanto querem nos dar.

  3. Marciane Thaís de Oliveira Resende

    Uauuu! Que obra maravilhosa! Ficamos apaixonadas por tamanha beleza. As cores e riqueza de ilustrações encantou antes mesmo da leitura. Hah, mas o melhor ainda estava por vir. Aqui a família toda curtiu. Nossa pequena de 4 anos amou. Trabalha a resiliência e criação com apego de forma lúdica e ao mesmo tempo real, mostrando ainda sobre as adversidades que são inerentes à vida. Eu estou simplesmente encantada.

  4. Marciane Thaís de Oliveira Resende

    Uauuu! Que obra maravilhosa! Ficamos impressionados por tamanha beleza. As cores e riqueza de ilustrações encantou antes mesmo da leitura. Hah, mas o melhor ainda estava por vir. Aqui a família toda curtiu. Nossa pequena de 4 anos amou. Trabalha a resiliência e criação com apego de forma lúdica e ao mesmo tempo real, mostrando ainda sobre as adversidades que são inerentes à vida. Eu estou simplesmente encantada.

  5. Alessandra Schmitt

    Pra gente, “não derrame o leite!” foi um belo passeio. Caminhamos com ela por paisagens carregadas de contrastes de cores, ilustradas em formas simples, familiares pra criança. Admirar os quadros de Christopher Corr foi suficiente pra prender a nossa atenção (“nossa”, pq aqui, mamãe e filha desfrutam juntas).
    Mas o passeio foi maior. Pudemos ver singularidades culturais e tantos obstáculos que não sei como couberam em um livro infantil. Isso ajudou a minha filha a ver que outra maneira de ser é possível.
    Sempre guiada por mensagens de alerta pra se manter focada no seu objetivo, Penda finalmente chega até ele, dando outro significado pros comandos dos pais. Ali eles não são imperativos. Ela os usa com respeito pra se “manter firme”, “ereta” e fazer chegar o leite até seu pai, pra, no final sermos surpreendidas por uma mudança de direção que revela um amor imenso e mais lições de reciprocidade, acolhimento e partilha.
    É lindo demais.

Adicionar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *