Leitura na Educação Infantil: Como estimular a leitura com as crianças? 

Leitura na Educação Infantil

Nós, adultos e leitores ávidos, sabemos tudo sobre o poder e a importância da leitura em nossa vida e em nossa sociedade: desenvolvimento de consciência crítica, expansão de vocabulário, bagagem de conhecimento, além de, claro, trazer momentos de prazer, viagens a mundos mágicos e relaxamento.

 

Mas, como familiares, conseguimos ensinar sobre o poder da leitura às crianças? Existem dicas para estimular a leitura na educação infantil e transformar o momento de ler em um momento mágico e divertido. Separamos algumas dicas para te ajudar a fazer com que a história fique ainda mais interessante para as pequenas e pequenos feministas!

  1. Respeite a faixa etária da criança. 

Apesar de existir uma indicação etária para cada livro, a experiência e interação com ele vai variar de acordo com o desenvolvimento de cada criança e com contexto social em que ela está inserida. Quanto mais perto você estiver da criança no momento da leitura, maior será sua sensibilidade para entender quais são os conteúdos que ela absorve e quais são aqueles com os quais ela tem mais dificuldade.

 

A dica é: comece respeitando a faixa etária indicada pelas Editoras ao trazer livros novos e comece a observar.

Algumas crianças se sensibilizam mais com as imagens. Outras gostam muito de palavras. Adapte os livros conforme você for percebendo a evolução ou dificuldade da criança na leitura. 

  1. Cada criança tem seu tempo

Nem todo livro vai despertar o mesmo nível de interesse nas crianças. Como adultos, mesmo tentando estabelecer rotinas para nossa leitura diária, às vezes não conseguimos ler o tanto que planejamos, por conta do cansaço, do ritmo mental, de outras atividades Pode ser que o livro não seja interessante. Se não conseguimos, não devemos cobrar isso das crianças. Pode ser que tentemos estabelecer uma rotina de leituras, mas nem sempre a criança estará disposta ou empolgada o suficiente para seguir nosso cronograma.

O ideal é estar sempre atenta/o às necessidades e interesses da criança. A leitura deve ser prazerosa e o livro um amigo para todas as horas! Estabelecer um cronograma de leitura é legal, mas respeite caso a criança não queira seguir com aquela história. Você pode experimentar trocar de história e verificar o interesse da criança. Se, ainda assim, a empolgação não vier, vamos tentar de novo amanhã! 

  1. Invista em conversas durante e após a leitura

Se você é nossa assinante, já sabe que todos os meses nossa curadoria encaminha uma carta com reflexões que podem ser feitas a partir da história daquele mês. Pode parecer difícil conversar sobre a história, mas existem diversas formas de fazer isso: você pode ir perguntando ao longo da história se ele gostou, pode sugerir brincadeiras a partir do livro ou até reproduzir os personagens em desenho.

Deixe a criança livre para expor sua opinião, sentimentos referente à história! Ajude-a a sentir-se parte daquele mundo literário, para que se acostume a mergulhar na magia dos livros.

Bebês em casa? Veja dicas de leitura e livros para bebês 

  1. Crie uma atmosfera confortável para leitura

Encontre um lugar confortável e calmo para as leituras da criança. Você pode criar uma atmosfera tranquila e aconchegante para potencializar o momento, por exemplo: uma música de fundo, uma iluminação diferente.

Você também pode montar um lugar exclusivo para isso, dentro do próprio quarto da criança ou em outra área da casa, pode ser uma cabana improvisada, um puff na área externa. Isso estimula sensorialmente a magia do momento, tornando-a ainda mais agradável. Não existe certo ou errado, o lugar ideal é aquele em que vocês se sintam bem! 

  1. Entenda que cada livro tem a sua hora

Não é porque um livro não foi bem recebido hoje que ele continuará sendo rejeitado amanhã! Quem nunca redescobriu uma obra literária ou audiovisual que não gostava no passado e depois acaba adorando ao dar uma segunda chance? Isso também acontece com as crianças.

Não gostar de um livro faz parte do processo de desenvolvimento da autonomia e das preferências da sua pequena ou pequeno. Guarde o livro e reapresente ele em outro momento, proponha discussões a partir dos pontos que fizeram com que não se interessasse pela história.

  1. Dê o exemplo

Além de criar um ambiente confortável para a leitura, de deixar a criança interagir com o livro da forma que é mais interessante e prazerosa para ela, é preciso mostrar que você também gosta de livros.

Mostre o que você está lendo, tenha livros em casa, receba e dê livros de presente e dessa forma, a sua interação com a leitura poderá despertar a curiosidade da sua criança em conhecer e mergulhar nesse mundo tão encantador!

Dicas de Livros

Para ter mais referências sobre o tema, sempre trazemos sugestões de livros que apóiem nossas discussões! Por isso, aqui vão algumas sugestões de livros que apóiam a leitura na educação infantil e promovem a magia dos livros.

O livro Lia Lia, por exemplo, ideal para crianças de até 5 anos, foi enviado para assinantes do clube no mês de Setembro de 2021 e trata-se de um livro que promove a importância do ato de ler. A brincadeira com as palavras acontece já no título Lia lia, uma vez que os pequenos leitores estarão diante da ampliação de sentidos de uma mesma palavra.

 

Debora Garofalo - No Meio Do Caminho Tinha... Coragem - Carrefour

O livro Débora Garofalo: No meio do caminho tinha… coragem. conta a história de Débora Garofalo, considerada uma das 10 melhores professoras do mundo. A história da Débora, além de inspiradora e exemplar, ilustra a importância de valorizarmos a educação. Esse livro é ótimo para conversar sobre o tema com crianças de 9 a 13 anos.

Boa leitura!

Acesse aqui nossos planos e saiba como você pode fazer parte do clube!

Minha Pequena Feminista - Clube de Livro Infantil Feminista

O clube Minha Pequena Feminista é um clube de assinatura de livros infantis focado na escolha de livros com protagonistas meninas e mulheres! O objetivo da curadoria é trazer histórias que promovam a igualdade de gênero e o empoderamento feminino, demonstrando a importância de trazer referências de mulheres bem-sucedidas e independentes desde muito cedo. 

 

$ s

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

*

*